Home » Cálculo de Férias

Leia também:

Cálculo de Férias

A remuneração de férias é direito de todo o trabalhador brasileiro, mas infelizmente nem todos os empregados recebem este valor corretamente, o que se deve principalmente ao fato de não saberem como efetuar o cálculo de férias.

Pensando justamente nisso, trazemos neste artigo a fórmula correta para o cálculo da remuneração correspondente as férias, de modo que você possa garantir um pagamento justo desse valor, conforme estabelecido pela Consolidação das Leis Trabalhistas.

Cálculo de Férias
Cálculo de Férias

Simulador de Férias

Antes de partir para o programa que fará a simulação de férias, é importante ter em conta que em algumas situações o direito aos 30 dias corridos de descanso estabelecidos pela lei, pode ser privado.

  • Quem estiver a contar de 15 a 23 de faltas não justificadas por exemplo, o período de férias reduz para 18 dias, agora, para quem apresentar de 24 a 32 de faltas sem justificação, o tempo de férias reduz para 12 dias.
  • Sendo que quem ultrapassar ou igualar um número de 32 faltas sem justificação, as férias ficam completamente fora de questão.

Por isso, na hora de usar o simulador é importante ter em conta esse e outros dados, de modo que o simulador de cálculo de Férias forneça um valor certo.


Como Calcular Férias

Felizmente o cálculo de férias é bem simples, sendo que para obter o valor que deverá ser pago no período de descanso, basta somar o valor do salário bruto com mais 1/3 desta mesma remuneração, no caso de férias que vão até 30 dias.

Agora, quando se tratar de férias com período menor que 30 dias, para obteres o valor da remuneração terás que dividir o salário bruto por 30 e multiplicar pelos dias de férias que serão gozados pelo trabalhador, e no final acrescentar mais 1/3 ao valor obtido.

Por exemplo: se você recebe um salário bruto de R$ 1.800,00 e tem direito a apenas 15 dias de férias, o cálculo de férias deve ser feito da seguinte maneira.

  • Remuneração = 1.800 / 30 x 15 = R$ 900,00
  • Remuneração = 900 + 300 = R$ 1.200,00
Como Calcular Férias
Como Calcular Férias

Férias Proporcionais

Todo funcionário que é despedido sem justa causa ou pede demissão antes de completar 12 meses de trabalho, tem direito a férias proporcionais.

Sendo que a remuneração das férias neste tipo de situação é feita tendo-se em conta os meses trabalhados, onde se tem como mês completo e por isso incluído na contagem, aquele que contar com mais de 14 dias trabalhados.

Confira um exemplo de como fazer o cálculo de férias proporcionais, já a seguir:

Imaginemos que alguém começa a trabalhar no dia 16 de Janeiro de 2018 e é despedido sem justa causa no dia 14 de Maio de 2018, e o seu último salário bruto foi de R$ 1.800,00.

Neste tipo de situação, por ter trabalhado 16 dias em janeiro, este mês vale contagem no cálculo da remuneração das férias, do mesmo jeito que os 4 meses seguintes (Fevereiro, Março, Abril e Maio), o completa um total de 5 meses trabalhados, ou seja, 5/12 avos de férias proporcionais.

  • Remuneração = Salário ÷ 12 x avos de férias proporcionais
  • Neste caso: Remuneração = 1.800 ÷ 12 x 5/12 = R$ 750,00
Tabela de Cálculo do Férias Proporcionais
Tabela de Cálculo do Férias Proporcionais

Cálculo de Férias Vencidas

Ao completar 12 meses com o mesmo empregador, o trabalhador ganha o direito a férias, sendo que se por acaso a empresa não conceder esse direito ao longo dos próximos 12 meses, as férias passam a ser consideradas vencidas.

Acontecendo que nas férias vencidas, o empregador deverá fazer o pagamento dobrado da remuneração correspondente ao período de férias segundo o estabelecido no Art. 135 da CLT.

E nesse tipo de situação, o empregado deve procurar um advogado ou se dirigir ao sindicato da sua categoria para que esse direito se faça valer.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...